Premiação 2019 – INTEC

A edição deste ano do Ranking ITC mantém a BN Engenharia entre as 100 maiores e mais importantes construtoras do mercado. O desempenho construtivo de 2019 com quase 1,2 milhões de metros quadrados em construção e no pipeline, classificou a empresa no 9° lugar. Para o diretor geral da construtora, João Antonio Mattei, “o resultado é consequência da cultura de engenharia baseada nas melhores práticas. A integração de cada colaborador nesse foco é o que nos mantém firmes e prontos para a ampliação de oportunidades.”

O Ranking ITC das 100 Maiores Construtoras elege anualmente as que mais se destacam em metros quadrados, sendo um dos mais importantes prêmios da Construção Civil do país.

Ranking ITC 2016. As 10 maiores empresas da construção civil

Nossa posição no Ranking ITC continua crescendo e nosso orgulho também.

É com grande satisfação que comunicamos que a BN Engenharia foi classificada, mais uma vez, entre as 100 maiores Construtoras do Brasil segundo a décima segunda edição do Ranking ITC 2016, alcançando a 10ª posição no ranking, subindo duas posições em relação a 2014 quando estávamos na 12ª posição.

Sobre o Ranking ITC

O Ranking ITC das 100 Maiores Construtoras elege anualmente as 100 Maiores Construtoras que mais se destacam em metros quadrados, sendo o mais importante prêmio da Construção Civil no Brasil, mercado este que surpreende a cada ano, movimentando bilhões de reais e interferindo positivamente no PIB nacional.
Subir 85 posições em 10 anos é mais do que brilhar entre os maiores da Construção, é evidência objetiva do compromisso com seus valores, da valorização de sua equipe e do comprometimento com seus clientes. Em ultima análise, significa competência e determinação para consolidação de seu propósito.

Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat

Criado em 1991, o Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade tem como finalidade difundir os novos conceitos de qualidade, gestão e organização da produção, indispensáveis à melhoria da qualidade do habitat e a modernização produtiva. A BN Engenharia é certificada no programa como Nivel A, que é a máxima certificação que pode ser alcançada, que visa contribuir para a evolução da qualidade no setor.

GBC – Green Building Council

Além da construção de empreendimentos com a Certificação LEED, que atesta a sustentabilidade de um empreendimento, em 2011 a Bueno Netto tornou-se membro do Green Building Council Brasil. Essa organização não governamental visa fomentar a indústria de construção sustentável no país e conta com cerca de 500 empresas membros que apoiam suas atividades.
Hoje temos 4 obras certificadas e outras 2 em construção que terão o selo Green Building

Prêmio Master Imobiliário 2015

A FIABCI BRASIL – Fundação Internacional Imobiliária e o SECOVI – Sindicato da Habitação anunciaram, no dia 2 de setembro, os vencedores do 21º Prêmio Master Imobiliário. O case “Berrini One”, foi o vencedor na Categoria “Empreendimento – Comercial”.

“Em um terreno com 10.966,54 m², situado na nobre região da Berrini, em São Paulo (SP), a Bueno Netto desenvolveu o Berrini One. O empreendimento comercial reúne inúmeros atributos que o caracterizam como um projeto diferenciado. Destaque para as áreas verdes; para o alto desempenho ambiental com pleito para a certificação Green Building; para as artes embarcadas presentes nas áreas comuns, e para o monumental atrium. O conjunto destes atributos faz do Berrini One um novo marco na paisagem urbana da capital paulista”, destaca o comunicado da comissão julgadora, composta por representantes das entidades realizadoras.”

Prêmio Master Imobiliário 2008/2011

A Bueno Netto é ganhadora do Prêmio Máster Imobiliário 2008 na categoria Empreendimentos – Retrofit, com o Edifício Standard Building, edifício construído em 1935, teve a sua fachada original restaurada e interior completamente remodelado transformando-o no melhor Triple A da região. O objetivo de resgatar o grande valor arquitetônico e histórico do empreendimento, localizado na cidade do Rio de Janeiro, foi alcançado, resultando essa importante premiação.
Em 2011, a Bueno Netto também ganhou Máster Imobiliário na categoria Comercial – Retrofit com o Rio Branco 115, o novo Retrofit corporativo no centro do Rio de Janeiro. Trata-se de um edifício da década de 1950, totalmente renovado e reposicionado no mercado, com especificações técnicas e tecnologia dos mais atuais edifícios corporativos.

Execução do RM Square chega a 58%

A segunda fase da construção do Roberto Marinho Square já tem 58,1% dos trabalhos realizados pela BN Engenharia. A obra corporativa está com 99,3% da estrutura finalizada e 40,9% das vedações executadas.

A construtora já iniciou as instalações (31,9%), os revestimentos externos (63,8%) e internos (5,7%). O RM Square, construído na região do Berrini, é primeiro empreendimento comercial gerenciado pela empresa totalmente integrado às mais recentes normas de edificações nos grandes corredores urbanos da capital paulista.

O projeto traz soluções que visam as demandas de sustentabilidade ambiental, como fachadas de vidro termoacústicos de alta performance. E almeja a obtenção do Certificado Ambiental LEED Certified.

Clique aqui para acessar a galeria de imagens do RM Square

BN Engenharia conclui 93,4% do Central da Barra Estilo

O Central da Barra Estilo, projeto residencial composto por dois condomínios independentes, está com 93,4% das obras já executadas pela BN Engenharia. A empresa praticamente concluiu toda a estrutura dos edifícios (99,6%), os trabalhos de fundação e contenções (98,9%) e as vedações (96,9%). As instalações e revestimentos internos também avançam com, respectivamente, 92,7% e 93,3% dos serviços já realizados. E 66,9% dos revestimentos externos já completos. O empreendimento terá 23.393,72 m² quando entregue e as torres, erguidas num terreno de 4.220,01 m², terão dois sobressolos, 25 pavimentos e três elevadores cada. A obra está localizada no perímetro da Operação Urbana Água Branca e faz parte das Habitações de Mercado Popular (HMP) gerenciadas pela BN Engenharia com financiamento da Caixa Econômica Federal.

Clique aqui para ver fotos do Central da Barra Estilo

Fase I do Artsy Itaim tem 58% das obras realizadas

A BN Engenharia executou cerca de 58% das atividades para a primeira fase do residencial Artsy Itaim. Quase 92% dos trabalhos de contenção e fundação para o empreendimento foram realizados até o final de janeiro deste ano.

A construtora também concluiu 79,3% dos serviços preliminares, 63,8% da estrutura e 35,5% das instalações previstas. O edifício está em construção na região do Itaim Bibi, uma das mais nobres da cidade de São Paulo.

A arquitetura é assinada por Pablo Slemenson e o paisagismo pelo escritório Burle Marx & Cia.

Clique aqui para ver imagens da obra

Construtores em Revista destaca implantação de tecnologia sustentável pela BN Engenharia

A busca contínua da BN Engenharia por tecnologias que aperfeiçoem o processo construtivo e reduzam impactos ao meio ambiente foi destaque em recente edição da Construtores em Revista.

A publicação aborda o uso de fôrmas manoportáteis de alumínio que permitem sua reutilização. Como resultado, os danos ambientais são reduzidos ao se evitar desperdícios de material.

Outra vantagem da tecnologia, de origem sul-coreana, é a maior segurança no ambiente de trabalho. O manuseio desses painéis é mais fácil porque são mais leves que as tradicionais fôrmas de madeira.

Clique aqui e leia a matéria no Flickr da construtora

FGV: Confiança no setor da construção tem maior alta em dois anos

FGV: Confiança no setor da construção tem maior alta em dois anos

As boas expectativas para o setor construtivo brasileiro são confirmadas pelo Índice de Confiança da Construção (ICST) do Brasil chega a seu maior patamar desde junho de 2015.

O levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) indica que a confiança no mercado da construção atingiu 74,5 pontos em janeiro. O mesmo relatório marcava 76,2 pontos há dois anos.

O Índice de Expectativas (IE-ICST) também aumentou e registra 84 pontos no primeiro mês de 2017, alta de 3,4 pontos. Já o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC-M) subiu 0,29%, alta mensal abaixo do mês anterior quando atingiu 0,36%.

Clique aqui para ler os relatórios

Expectativas para o mercado imobiliário em 2017

As perspectivas para recuperação do setor imobiliário neste ano começam a aumentar entre especialistas, que apontam a inflação desacelerada e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) como fatores essenciais na guinada do mercado.

A qualificação dos profissionais atuantes no setor, melhoria no atendimento e relacionamento com clientes, bem como o aperfeiçoamento das rotinas de trabalho e processos internos também poderão contribuir para alavancar os negócios. Este é o entendimento apresentado, por exemplo, em recente matéria da Revista Exame sobre as perspectivas para o setor em 2017.

O Congresso Nacional também discute propostas para a retomada do crescimento do setor, entre elas o Projeto de Lei 4970/16 que permite o uso de precatórios para o financiamento imobiliário, total ou parcial.

Imagem: Arquivo/Pixabay

Clique aqui para ler a matéria na Revista Exame

Clique aqui para ler o PL 4970/16:

Construindo novos talentos – BN Engenharia abre vagas no programa de estágio

Construindo novos talentos

A BN Engenharia abre vagas para seu programa de estágio para universitários que estejam, em 2017, no penúltimo ano dos cursos de Engenharia Civil, Psicologia, Administração de Empresas e Ciências Contábeis.

Benefícios: Bolsa-auxílio, Vale refeição, Vale transporte e Seguro de vida

Inscrições: enviar curriculum vitae para: recursoshumanos@buenonetto.com.br

Prazo: até 06 de março de 2017

*Inserir na linha de assunto: Programa de Estágio 2017

Faça parte do time da construtora com mais de 40 anos de experiência no mercado brasileiro em obras residenciais, corporativas, hospitalares, industriais, shoppings e retrofit.

91f6c6552eba015ea241dca156b173ac

Certificação Ambiental na construção civil

O incentivo à certificação ambiental na construção é um dos objetivos das novas regras da capital paulista para o setor – veja a legislação municipal aqui.  A BN Engenharia, que adota procedimentos sustentáveis nos canteiros e nas tecnologias implantadas nas obras sob seu gerenciamento, já tem empreendimentos Certificação LEED. Entre eles, o Espaço Empresarial Nações Unidas (Selo Prata), Berrini One, Bradesco Alpha e o retrofit Paulista 2028 – todos Selo Ouro. O Selo Ouro também é previsto para os corporativos Roberto Marinho Square e Santos Augusta, ambos em execução.

Clique aqui para conhecer as obras executadas pela BN Engenharia

Decreto municipal favorece “construções verdes”

A construção de novos edifícios ou reformas de antigos empreendimentos com soluções e tecnologias que privilegiam o uso adequado dos recursos naturais e a preservação do meio ambiente podem ser favorecidas na cidade de São Paulo. A assinatura do Decreto Municipal 57.565/16, no final de dezembro passado, deve viabilizar as chamadas construções verdes ao regulamentar os processos de licenciamento, controle, fiscalização e monitoramento para a melhoria da qualidade ambiental urbana, nos termos da nova Lei de Zoneamento.

Imagem: Pixabay

Com 40,38%, obras do Santos Augusta avançam

Com 40,38%, obras do Santos Augusta avançam

O Santos Augusta, empreendimento desenvolvido pela REUD (Real Estate & Urban Development), composto por escritórios, teatro, restaurante, café e localizado no Jardins, na esquina da Alameda Santos com a Rua Augusta, está com 40,38% de sua obra concluída. A obra executada pela BN Engenharia já possui 100% da estrutura finalizada.

O projeto, do arquiteto Isay Weinfeld, foi concebido como um espaço no modelo mixed use com áreas comerciais e de lazer para usuários e visitantes.

Publicações do setor destacam implantação de tecnologia inovadora pela BN Engenharia

A utilização do sistema de “parede de concreto” de origem coreana com capacidade de redução de custos no empreendimento em até 15% pela BN Engenharia foi destaque nas publicações on-line da revista Contramarco e no portal Mão de Amigo.

A tecnologia consiste na utilização de fôrmas mano portáteis compostas de alumínio para erguer as paredes com maior agilidade na armação, instalação, montagens, concretagem, desforma e revestimento que garante mais agilidade na entrega da obra, e reduz o prazo em até 25%.

Outro benefício é a possibilidade da reutilização dos painéis, o que evita o desperdício de material e reduz danos ao meio ambiente.

Leia o clipping no Flickr da BN Engenharia.

Clipping: Revista Contramarco destaca investimento da BN Engenharia em novas tecnologias

Uso de novas tecnologias reduz custos e prazos de obras

Uma tecnologia que reduz em até 15% o valor dos custos e 25% o prazo de entrega de uma obra. Essa é a proposta da BN Engenharia em suas próximas obras. A inovação, de origem sul-coreana, é usada no sistema “Parede de Concreto” com fôrmas mano portáteis que possibilitam a montagem com maior rapidez. Ao importar a tecnologia, a construtora reafirma a busca por soluções que aperfeiçoem o processo construtivo com respeito às demandas socioambientais.

O Viva Benx Leopoldina, por exemplo, é um residencial em fase de pré-lançamento na zona oeste da capital paulista que será o primeiro empreendimento a receber a tecnologia. Esta é uma das obras gerenciadas pela BN Engenharia, uma das dez maiores do País segundo o Ranking ITC, voltadas às habitações de mercado popular (HMP).

A técnica utiliza painéis de alumínio para erguer paredes de concreto, cujo período de montagem reduzido para 18 horas. Isto é possível pela maior agilidade na armação, instalações, montagens das fôrmas, concretagem, desforma e revestimento. As placas são reutilizáveis ao contrário das fôrmas de madeira. Com isto, os danos ao meio ambiente são reduzidos e evita-se o desperdício do material. A segurança dos trabalhadores é outra vantagem trazida pela novidade. Os painéis mais leves que o tradicional ajudam a prevenir acidentes nos canteiros de obras.

A tecnologia

A tecnologia é composta por chapas de fechamento para vãos de janelas e portas, personalizadas para as medidas de cada projeto. Os painéis de alumínio já são preparados para o desmonte em um curto espaço de tempo após a concretagem. Após o uso, as chapas são lavadas com jatos d’água para preservar a validade do produto. Os espaçadores são fabricados em aço e fixadas com pinos e cunha, peças reutilizáveis, que servem para definir a espessura da parede. A estrutura ainda tem alumínio reforçado e, no forro, são empregadas chapas planas do material.

Dois técnicos da BN Engenharia estiveram na Coreia do Sul, em junho de 2016, para melhor compreender a tecnologia e acompanhar a produção dos moldes de alumínio. A visita ocorreu em duas fábricas da S-Form, companhia que loca as fôrmas mano portáteis tanto para construtoras daquele país quanto estrangeiras. Os profissionais conheceram as instalações das cidades de Anseong, responsável pela extrusão de alumínio, e Jincheon, cuja produção dos painéis destina-se ao mercado externo.  A fornecedora informou que a capacidade de exportação pode chegar a 350 mil m² das placas por mês.

Veja imagem do clipping aqui

BN Engenharia inicia construção do MaxHaus BLX

A BN Engenharia deu início a execução das obras do residencial MaxHaus BLX, localizado no Panamby, Zona Sul da capital paulista. Nesta primeira etapa serão contempladas duas torres. O projeto conta com três torres, na primeira fase serão duas torres, sendo uma de 18 andares e outra com 20 andares.

Na segunda fase, a construtora executará a terceira torre que terá 18 andares. O projeto ofertará um total de 236 unidades com áreas privativas de 68,5 a 74,7 m². Um dos diferenciais da obra é minimização do impacto ambiental gerado na região, que terá uma área permeável de 60%, a manutenção de 215 árvores do entorno e prevê o plantio de 416 mudas nativas para reflorestamento.

Veja imagens do projeto no Flickr da construtora

Clipping: Portal Mão de Amigo destaca investimento da BN Engenharia em novas tecnologias

Uso de novas tecnologias reduz custos e prazos de obras

Uma tecnologia que reduz em até 15% o valor dos custos e 25% o prazo de entrega de uma obra. Essa é a proposta da BN Engenharia em suas próximas obras. A inovação, de origem sul-coreana, é usada no sistema “Parede de Concreto” com fôrmas mano portáteis que possibilitam a montagem com maior rapidez. Ao importar a tecnologia, a construtora reafirma a busca por soluções que aperfeiçoem o processo construtivo com respeito às demandas socioambientais.

O Viva Benx Leopoldina, por exemplo, é um residencial em fase de pré-lançamento na zona oeste da capital paulista que será o primeiro empreendimento a receber a tecnologia. Esta é uma das obras gerenciadas pela BN Engenharia, uma das dez maiores do País segundo o Ranking ITC, voltadas às habitações de mercado popular (HMP).

A técnica utiliza painéis de alumínio para erguer paredes de concreto, cujo período de montagem reduzido para 18 horas. Isto é possível pela maior agilidade na armação, instalações, montagens das fôrmas, concretagem, desforma e revestimento. As placas são reutilizáveis ao contrário das fôrmas de madeira. Com isto, os danos ao meio ambiente são reduzidos e evita-se o desperdício do material. A segurança dos trabalhadores é outra vantagem trazida pela novidade. Os painéis mais leves que o tradicional ajudam a prevenir acidentes nos canteiros de obras.

A tecnologia

A tecnologia é composta por chapas de fechamento para vãos de janelas e portas, personalizadas para as medidas de cada projeto. Os painéis de alumínio já são preparados para o desmonte em um curto espaço de tempo após a concretagem. Após o uso, as chapas são lavadas com jatos d’água para preservar a validade do produto. Os espaçadores são fabricados em aço e fixadas com pinos e cunha, peças reutilizáveis, que servem para definir a espessura da parede. A estrutura ainda tem alumínio reforçado e, no forro, são empregadas chapas planas do material.

Dois técnicos da BN Engenharia estiveram na Coreia do Sul, em junho de 2016, para melhor compreender a tecnologia e acompanhar a produção dos moldes de alumínio. A visita ocorreu em duas fábricas da S-Form, companhia que loca as fôrmas mano portáteis tanto para construtoras daquele país quanto estrangeiras. Os profissionais conheceram as instalações das cidades de Anseong, responsável pela extrusão de alumínio, e Jincheon, cuja produção dos painéis destina-se ao mercado externo.  A fornecedora informou que a capacidade de exportação pode chegar a 350 mil m² das placas por mês.

Assista AQUI a tecnologia na prática 

Veja imagem do clipping aqui

Tendência positiva de novos lançamentos se mantém no mês de outubro

Tendência positiva de novos lançamentos se mantém no mês de outubro

A construção civil já sinaliza leve recuperação nas atividades com o aumento contínuo de novos lançamentos entre os meses de setembro e outubro do ano passado. Neste último mês, o lançamento de imóveis subiu 26% em relação a outubro de 2015. Isto representa 4,1 mil unidades de acordo com o levantamento mensal da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc). O Viva Benx, lançado no último trimestre, é a próxima obra a ser executada pela BN Engenharia.

Imagem: Projeto Viva Benx

ROBERTO MARINHO SQUARE

Totalmente projetado nas novas regras de edificações dos grandes corredores urbanos, deve obter a Certificação LEED Gold pelos conceitos de sustentabilidade ambiental na engenharia, arquitetura e paisagismo.

Investimento da BN Engenharia em novas tecnologias é destaque no O Empreiteiro

Investimento da BN Engenharia em novas tecnologias é destaque no O Empreiteiro

A utilização do sistema de “parede de concreto” pela BN Engenharia em novas obras foi destaque na edição on-line da revista O Empreiteiro, uma das mais conceituadas publicações técnicas do segmento. A solução, de origem sul-coreana, é capaz de reduzir o valor dos custos de um empreendimento em até 15% e o prazo para conclusão das obras em até 25%. A tecnologia utiliza fôrmas mano portáteis compostas de alumínio para erguer as paredes com maior agilidade na armação, instalação, montagens, concretagem, desforma e revestimento. Os painéis ainda são reutilizáveis e, por isso, evitam o desperdício de material e reduzem os danos ao meio ambiente.

Clique aqui para ver a reportagem

Confiança e vendas no setor imobiliário voltam a crescer

O nível de confiança no mercado imobiliário tem demonstrado sinais de recuperação, indica recente estudo que envolve construtoras, corretores e compradores. O Índice de Expectativa do Mercado Imobiliário (Iemi), produzido para Porto Alegre (POA), informa que estes grupos estão mais otimistas quanto à expectativa de mercado no curto e médio prazo na capital gaúcha. Já em âmbito nacional, estudos registraram, em agosto, o aumento de 1,4% das vendas após 13 meses consecutivos de baixa. O Indicador Abrainc/Fipe considera o volume de lançamentos, 70% se comparado a agosto de 2015, como outro resultado positivo para o setor.

Prevenção de patologias em obras é tema da Revista Abendi

Os desafios da construção civil para evitar falhas nas instalações em obras são abordados na edição de outubro da Revista da Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (Abendi). A matéria de capa traz o uso dos ensaios não destrutivos (ENDs) como forma de prevenir as chamadas patologias que prejudicam a utilização dos edifícios e podem causar acidentes de trabalho. A experiência da BN Engenharia no uso dos ENDs é destacada na reportagem. As principais técnicas são o ensaio visual, estanqueidade, inspeção por meio de câmeras e pressão hidrostática. Os recursos ainda permitem reduzir prazos e custos na avaliação de eventuais problemas que possam ocorrer nas instalações.

 

Clique aqui para ver a matéria no Flickr da construtora.

ASPEN

Torre com fácil acesso às principais vias de São Paulo. Tem 8.822m² de área construída, 13 andares, ar condicionado central, piso elevado com estrutura metálica, forro de gesso e área locável de 3.694m².

Execução do Viz Ponte Estaiada em 32%

A BN Engenharia executou cerca de 32% das obras previstas para o residencial VIZ Ponte Estaiada, empreendimento que terá 21.668,15 m² de área total construída na entrega. As obras começaram no segundo semestre de 2015, tendo a construtora já erguido 64% de toda a  estrutura do projeto. Os trabalhos de fundação e contenção do edifício estão finalizados. A empresa também iniciou as etapas de vedações, instalações, bem como os revestimentos internos. O prédio está em construção no Real Parque, um dos  bairros mais nobres da região sul da capital paulista e está próxima de centros comerciais e das estações Berrini e Morumbi da CPTM, na Marginal Pinheiros.

Clique aqui para ver a galeria de fotos: https://www.flickr.com/photos/bnengenharia/albums/72157669546218155

BN Engenharia ergue 71% do Central da Barra Estilo

73f1c5c2b1849caa6d19c00f46efe2ef

As obras do empreendimento Central da Barra Estilo chegaram a mais de 71% no mês de setembro. O residencial executado pela BN Engenharia está com a estrutura praticamente completa, tendo 91% dos revestimentos internos e 86% das vedações já realizadas. A construtora também realizou 60% das instalações do projeto que possui dois condomínios independentes e conta com dois sobressolos, 25 pavimentos e três elevadores por torre. A obra, localizada no perímetro da Operação Urbana Água Branca, terá 23.393,72 m² quando finalizada e faz parte das Habitações de Mercado Popular (HMP) construídas pela BN Engenharia com financiamento da Caixa Econômica Federal.

Clique aqui para ver a galeria de fotos: https://www.flickr.com/photos/bnengenharia/albums/72157669059646002

BN Engenharia conclui 47% do Barra Viva

ac428bab4bf7c4e0c62012ae73ad44e8

O residencial Barra Viva está com aproximadamente 47%  dos lotes 06 e 07 construídos pela BN Engenharia. A construtora ergueu 85% da estrutura, realizou quase 78% das vedações e 34% das instalações previstas para ambos os edifícios. A empresa já concluiu 100% da drenagem de águas pluviais, 99% das redes de esgoto e 88% do sistema viário de acesso aos prédios. O projeto integra os empreendimentos voltados para Habitações de Mercado Popular (HMP) executados pela BN Engenharia e terá 21.054,69 m² de área total construída quando entregue.

Clique aqui para ver a galeria de fotos: https://www.flickr.com/photos/bnengenharia/albums/72157669059220342

Construção do Artsy Itaim avança

Construção do Artsy Itaim avança

A BN Engenharia já realizou cerca de 18% dos trabalhos previstos para a execução da Fase 1 do  residencial Artsy Itaim, um dos mais recentes empreendimentos construídos pela construtora no Itaim Bibi, na capital paulista. Com 100% do lançamento concluído, a construtora concluiu 100% dos serviços preliminares e 80% das obras de fundação e contenções até o início do mês de setembro. O projeto arquitetônico do edifício foi concebido por Pablo Slemenson e o paisagismo pelo escritório Burle Marx & Cia Ltda, que também desenhou um artwall para o prédio.

Clique aqui para ver a galeria de fotos: https://www.flickr.com/photos/bnengenharia/albums/72157669733152663

5a97580c85b518e6da9f306d91a7dbf6

Obras no RM Square ultrapassam 40% de execução

Mais de 40% dos trabalhos programados para o empreendimento corporativo Roberto Marinho Square já foram executados pela BN Engenharia até a primeira semana de setembro. A estrutura do edifício, a contenção e fundação estão finalizadas. As vedações do prédio, as instalações, impermeabilização e os revestimentos internos estão em andamento. O RM Square é construído na região do Berrini num terreno de 6.200 m² e terá  área total de 46.119 m² quando entregue. Serão 19 pavimentos para escritórios, com 6 lojas localizadas no térreo e 1º subsolo e cinco subsolos com área de 3.200 m² por piso. O projeto ainda contempla a preocupação com a sustentabilidade ambiental urbana com certificação LEED e, para atender a demanda, terá fachada com vidros termoacústicos de alta performance, previsão para ar condicionado do Tipo VRF individual, dentre outras soluções.

9af16553d1d5d5090b4e780db0a7aba0

BN Engenharia conclui 79% do Geometria Itaim

O empreendimento residencial Geometria Itaim está com 79% das obras concluídas pela BN Engenharia. A construtora já ergueu 99,54% de toda a estrutura, tendo completado 98,91% das vedações e 96,6% dos serviços de fundação e contenções.

Também estão em andamento as etapas de instalações, com 74,42% realizado, e os revestimentos internos (81,24%) e externos (91,2%).

O prédio está localizado Itaim Bibi, bairro que permite fácil acesso aos principais pontos da cidade de São Paulo, entre eles regiões comerciais e turísticos como o Parque Ibirapuera.

Quando entregue, o edifício terá 13.680,16 m² de área total construída. O projeto possui um apartamento por andar, dois elevadores sociais privativos e conta com pé direito triplo, decorado com peça de arte do designer alemão Constantin Wortmann.

Confira galeria completa no Flickr da construtora aqui.

2f1ffefeab3d35bd062eb0c84f669c46

Residencial executado pela BN Engenharia é destaque na Folha de S. Paulo

O empreendimento residencial Geometria Itaim é uma das obras de referência para a matéria produzida pelo jornal Folha de São Paulo sobre as áreas disponíveis para verticalização no Itaim Bibi. O bairro é considerado pela reportagem como um centro econômico de alto padrão para escritórios com muitas opções de serviço. Quando entregue pela BN Engenharia, o prédio terá  14.362 m² de área total construída e unidades com 322 m². Cerca de 60% das obras previstas para o residencial Geometria Itaim, bem como de suas instalações, foram concluídas pela BN Engenharia até agosto deste ano. Na entrevista ao veículo, Luciano Amaral, presidente da Benx Incorporadora,  abordou o crescimento da região onde a obra é executada.  “No momento em que a Faria Lima se prolongou, o Itaim Bibi cresceu. Os shoppings, o parque e os escritórios de bancos e empresas de tecnologia valorizaram a região.”

Clique aqui para ler a matéria completa

 

BN Engenharia executa 11 obras

Até o final de 2016, a BN Engenharia terá sob seu gerenciamento 11 obras. Entre os projetos executados atualmente estão os lotes do Central da Barra Estilo e do Barra Viva (ambos empreendimentos para habitações de interesse social), o Geometria Itaim e o Viz Ponte Estaiada. Das obras, o Artsy Itaim é o mais recente contrato e já conta com 55% da fundação e contenções e  100% dos serviços preliminares realizados até agosto. Ainda é previsto a entrega de dois empreendimentos entre o fim deste ano e o início do próximo e mais três para o final de 2017.

BN Engenharia constrói novo projeto da MaxHaus

A BN Engenharia foi contratada para executar as três torres do MaxHaus BLX num terreno de 8.065 m² localizado no Panamby, Zona Sul da capital paulista.

Empreendimento já lançado, a obra terá 236 unidades com áreas privativas de 68,5 a 74,7 m² quando entregue. Os usuários serão atendidos por seis elevadores, dois por edifício do projeto que inclui prédios de 20 e 22 andares.

A obra foi concebida para manter o máximo de área verde possível com intenção de minimizar os impactos ambientais na região. Para tanto, o terreno terá área permeável de 60%, mais que os 20% exigidos pela legislação brasileira.

A construção deverá manter 215 árvores do entorno e prevê o plantio de 416 mudas nativas para reflorestamento, 180 árvores de compensação, sete árvores nativas a serem transplantadas dentro do próprio terreno.

DCI: Maior concorrência estimula a busca por retrofit entre imóveis comerciais

Maior concorrência estimula a busca por retrofit entre imóveis comerciais

Com a elevação na taxa de vacância e falta de espaço nas capitais, modernização é principal saída para os proprietários, além de ser alternativa de receita para construtoras nos grandes centros

São Paulo – Com taxas de vacância em patamares altos no mercado imobiliário, lajes comerciais mais antigas apostam em retrofit para conseguir lidar com a concorrência. Além disso, a alternativa também tem favorecido a receita das construtoras, sobretudo, nas capitais.

“O retrofit é uma forma de recolocar os imóveis no mercado”, aponta o diretor-geral da BN Engenharia, João Antônio Mattei. Para ele, com o alto volume de estoque no mercado, os imóveis comerciais sem modernização, e que já estão vagos, dificilmente serão locados.

Segundo Mattei, além de melhorar a ocupação do empreendimento, obras de retrofit ajudam no aproveitamento do espaço. “Com o retrofit posso aumentar a área locável sem aumentar a área computável. Muitos têm corredores muito largos e áreas que não são usadas.” Entre as obras de retrofit, uma tendência observada por ele é a transformação de edifícios de salas pequenas em lajes comerciais.

Com o intuito de mostrar o impacto do retrofit no mercado, a Buildings Pesquisa Imobiliária realizou um levantamento de prédios em São Paulo e no Rio de Janeiro. Entre os exemplos está o Edifício Paulista (São Paulo) que tinha um preço de locação de R$ 35 o metro quadrado (m²) e atingiu R$ 125 em 2015.

Para o diretor comercial da Buildings Pesquisa Imobiliária, Fernando Didziakas, o atual cenário é consequência do grande número de lançamentos nos últimos anos. Em São Paulo, lajes comerciais de médio e grande porte somam mais de 7,4 milhões de m² entre empreendimentos de classe A e B. “Ainda existe a previsão de 700 mil m² para serem entregues”, diz.

 

Driblando a vacância

 

Atualmente, capitais como São Paulo e Rio de Janeiro estão com índices de imóveis vazios de 16,5% e 15,1%, respectivamente. “Por isso, imóveis mais antigos precisam de preço mais atrativos [baratos] ou modernizar para competir com os futuros”, comenta o executivo da Buildings.

Segundo Didziakas, a modernização também tem ajudado a melhorar o desempenho das taxas de ocupação das capitais. Em São Paulo, o edifício Jardim Europa já está com 95% da taxa de ocupação após o retrofit. Na mesma cidade, o edifício 740 Anastácio, hoje está totalmente ocupado com uma única empresa. No Rio de Janeiro, o edifício Manchete e o Galeria também conseguiram melhorar o desempenho da locação e estão hoje com taxa de vacância de 11% e 8%, respectivamente.

De acordo com a Buildings, no mercado de São Paulo, de 1991 até o final de 2017, devem ser contabilizadas 29 obras de retrofit em edifícios corporativos, enquanto no Rio este tipo de prática tem ganhado força desde 1982 e, até 2019, a previsão é que número chegue a 60 edifícios modernizados.

Atualmente, mais de sete edifícios comerciais (lajes de médio e grande porte) passam pelo processo de retrofit em São Paulo, sendo que duas estão na Avenida Vergueiro e duas na Avenida Paulista, regiões consolidadas da capital.

Apesar de a pesquisa focar no Rio de Janeiro e São Paulo, o executivo aponta que a tendência ocorre em todo o País.

 

Oportunidades

Além de valorizar o imóvel, Mattei da BN Engenharia aponta que a demanda tem favorecido as empresas de construção. “Se me pedirem para construir um prédio na Paulista [região nobre da capital paulista] eu não posso atender, por falta de espaço, mas posso fazer um retrofit”, exemplifica. Para Mattei, a modernização é uma forma de explorar regiões muito boas, sobretudo das capitais, mas que não possuem mais espaço para novas obras.

O CEO da Lafem Engenharia, Ernani Cotrim, concorda. De acordo com ele, sobretudo capitais, estão com grande problema de espaço e o retrofit veio para suprir uma necessidade de melhor aproveitamento do espaço. “O Rio de Janeiro, por exemplo, é uma cidade espremida entre a montanha e o mar, então existem poucas opções de expansão”, explica.

Segundo ele, um dos grandes problemas que existe hoje na capital carioca é o considerável aumento da oferta no bairro da Barra, o que fez com que muitos escritórios na região central ficassem com vacância. “Desocupou o centro, mas não preencheu a Barra, somado a isso tem o problema com a indústria de óleo e gás. O mercado terá um rearranjo nos preços”, diz.

Vivian Ito

6aa7e8534c6127722dbea3f84e5632f2

Barra Viva tem obras viárias quase finalizadas

Chegam a 80% as obras do sistema viário de acesso aos edifícios do residencial Barra Viva, localizado na Barra Funda, dentro da Zona de Operação Água Branca de São Paulo.

A BN Engenharia também está próxima de concluir as redes de esgoto e de drenagem de águas pluviais. Os lotes 06 e 07 do projeto encontram-se com mais de 20% de todas as etapas realizadas para os seus 20.900 m² de área total construída.

A construtora já ergueu cerca de 50% da estrutura da obra e realizou mais de 40% das vedações e 20% das instalações previstas.

e0c3bff7caa89af4852ce5f064b7c5af

BN Engenharia conclui 65% dos trabalhos no Central da Barra Estilo

Cerca de 65% das atividades programadas para a construção do projeto Central da Barra Estilo já foram realizadas pela BN Engenharia. A construtora já concluiu aproximadamente 96% de toda a estrutura, 87% dos revestimentos internos, 83% das vedações e 50% das instalações. O empreendimento possui dois condomínios independentes e conta com dois sobressolos, 25 pavimentos e três elevadores por torre. Localizado na rua Cônego Vicente Miguel Marino, 59 (Barra Funda), a obra se insere dentre os projetos executados pela construtora que são voltadas para as habitações de interesse social (HIS).

839405bd01638586edc56c682a910607

VIDE CAMPO BELO

Três torres construídas numa área total de 61.383,97m² próxima ao Aeroporto de Congonhas, com ampla área de lazer e inseridas num modelo urbano de fácil mobilidade e sustentabilidade ambiental.

IDEALE

Três torres alto padrão que englobam o conceito de “condomínio clube”. São 37.221,70m² de área construída e espaços como praça central, gourmet, mulher, fitness, spa e playground.

AHEAD

Com 35.419,25m² de área total construído, o projeto é voltado para salas comerciais, escritórios e consultórios para profissionais liberais e médicos.

VILLE CASTELLI

Residencial localizado próximo ao centro da cidade de Campinas, tendo unidades de 55 a 70m² e área de lazer com piscina, quadra recreativa, fitness, salão de jogos e espaço gourmet.

TERRAMARES

Visa proporcionar segurança e privacidade com instalações modernas, belas, funcionais e com amplo espaço de lazer nos 33.981m² de área construída na região da chamada “Pérola do Atlântico”.

SPECIALE

Duas torres alto padrão independentes com 11.011,56m² de área construída. São 52 unidades de 105m² a 208m² de área útil, com elevadores privativos, até 4 dormitórios e 2 ou 3 vagas de garagem.

CAPITAL CENTER

Situado numa das regiões com a mais completa infraestrutura de comércio e serviços. A obra, com 13 andares de 701 m² de área cada, visa oferecer soluções tecnológicas modernas e eficientes.

MPM

Alto padrão com funcionalidade e alta tecnologia presentes nos 3.175,87 m² de área construída – elevadores de alta velocidade, ar-condicionado central, gerador de emergência, piso elevado e sistema completo de telecomunicações.

NINE

Com área útil de 262m² a 524m², o edifício tem localização privilegiada a importantes pontos turísticos, comerciais e serviços da capital paulista.

PADDOCK I

Projetado para ocupar espaços compactos, tem 9.982m² de área construída e 294m² de área útil, sistema de recepção com acesso a catraca eletrônica, gerador próprio e ar condicionado VRF.

ALPHA TOWER

Projeto que adota conceitos de sustentabilidade para ocupação dos ambientes e valorização dos espaços como reuso de água para irrigação e otimização do consumo de ar condicionado nas unidades.

DM9DDB

Executado em 14 meses no conceito “Built to Suit”, são 4.932,96 m² de área construída, três andares duplex e um atrium com 25 metros de altura.